NuCuS lança catálogo de artistas das dissidências sexuais e de gênero

A linha Artes, Gêneros e Sexualidades, do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Culturas, Gêneros e Sexualidades (NuCuS) lançou no dia 28 de junho, Dia do Orgulho LGBTIQ+, a proposta de realizar um grande catálogo de artistas das dissidências sexuais e de gênero do Brasil da atualidade. Para iniciar a proposta, integrantes do NuCuS escreveram sobre cerca de 100 artistas e agora incentivam que a continuidade do catálogo seja produzida de forma colaborativa por qualquer pessoa interessada. A primeira versão do catálogo está disponível no site do NuCuS.

“A lista inicial não é conclusiva e sabemos que essa cena é imensa. O NuCuS não teria condições de fazer isso sozinho e conta com a colaboração de vocês para continuar expandindo esse catálogo, uma espécie de wikipédia de artistas das dissidências”, destaca o professor Leandro Colling, coordenador da linha Artes, Gêneros e Sexualidades.

Quem quiser colaborar com novos perfis deve enviar um e-mail para artivismodissidentes@gmail.com. Os perfis devem contar com uma pequena apresentação do/a artista e/ou coletivo, com até 1.000 caracteres, indicando origem, período e trabalhos principais, além de fotos, seleção de obras de destaque, links de sites e perfis em redes sociais.

O catálogo integra o projeto de pesquisa “As artes e as políticas das dissidências sexuais e de gênero no Brasil da atualidade”, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq. Esse projeto, iniciado em 2016, tem como objetivo realizar um mapeamento de coletivos e/ou artistas brasileiros/as que dialogam com o que estamos chamando de “cena artivista das dissidências sexuais e de gênero”.

Quais são os coletivos e/ou artistas do Brasil em atividade que estão como sintonizados/as com essa perspectiva? O que essas pessoas estão produzindo? Com base nessas perguntas, já foram produzidos 14 artigos em revistas acadêmicas, 14 capítulos de livros e um livro, intitulado Artivismos das dissidências sexuais e de gênero, publicado em 2019 pela EDUFBA. O livro pode ser adquirido AQUI.

Além disso, a pesquisa ainda produziu um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), três dissertações de mestrado e duas teses de doutorado. Outras cinco teses e três dissertações estão em andamento. Vários podcasts sobre o tema também foram produzidos e podem ser ouvidos na TV NuCuS.

Saiba mais sobre o NuCus: http://politicasdocus.com/quem-somos/.

0
Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.