Guerras da Conquisa: uma conversa sobre as lutas indígenas

No dia 30/04 os autores do livro “Guerras da Conquista”, Felipe Milanez (IHAC-UFBA) e Fabricio Lyrio (CAHL-UFRB), se reuniram com o roteirista, produtor e diretor, Luiz Bolognesi, o líder indígena, ambientalista, filósofo, poeta e escritor, Ailton Krenak, e a antropóloga e escritora especializada em estudos sobre a cultura indígena, Betty Mindlin, para um papo mediado pela editora da Harpercollins, Malu Poleti, sobre as lutas indígenas e a violência da conquista e colonização.

O evento foi transmitido ao vivo no IHAC Digital e nos canais do Youtube da Harpercollins e da TV UFRB.

Sobre o livro:
Inclui a íntegra da entrevista de Ailton Krenak para a série Guerras do Brasil.doc (Luiz Bolognesi, Netflix). Guerras da Conquista traz novos olhares sobre aquilo que aprendemos na escola como “descobrimento do Brasil”: uma invasão genocida e etnocida cujos desdobramentos ainda hoje ameaçam a vida dos primeiros povos a habitar o país. Os professores Felipe Milanez e Fabricio Lyrio Santos reúnem os mais valiosos materiais, frutos de extensas investigações, para nos mostrar que não houve nada de heroico na invasão europeia: os homens que aqui chegaram encontraram não um povo inculto, ingênuo e precário – como registraram tantos livros didáticos –, mas múltiplos povos, extremamente heterogêneos, com culturas riquíssimas e sabedorias milenares. Este livro, baseado na série documental Guerras do Brasil.doc, veiculadas na Netflix, é um convite para conhecer como de fato se deram os primeiros contatos entre europeus e nativos e como, ainda hoje, a resistência dos povos indígenas se faz necessária contra a dizimação de suas terras, de suas comunidades.